segunda-feira, 30 de abril de 2012

Poesia Antidepressiva

Toda vez que uma linda mulher te desprezar 
e te vetar,
lembre que ela também vai no banheiro cagar.

Toda vez que seu dinheiro acabar,
lembre que isso faz amanhã você ter que se mexer para novamente ganhar.

Toda vez que pensar que o mundo vai acabar,
pense que seu chefe também vai evaporar.

Toda vez que perder o sono a noite,
lembre que é melhor não dormir do que ver sua casa cair.

Toda vez que lembrar que podia ser rico,
lembre que ao chegar lá pode não saber onde gastar.

Quando pisar numa bosta,
não se esqueça que é você quem está por cima.
Então sorria não perca a rima.

Toda vez que lembrar que deveria ir naquela festa de burguês,
lembre que ao menos vai comer outra vez.

E toda vez que te assaltarem,
Imagine uma doação involuntária 
elaborada por Deus nosso senhor. 
E quando seu rabo enrabarem,
não se esqueça que sem vaselina seria muito maior a dor.
E finalmente, quando acabar de ler essa merda aqui,
ria muito sim senhor!

E lembre, que se Deus não fosse o maior humorista do mundo, 
não teria nos feito com tanto prazer ao sorrir.
E é lógico, 
não nos teria dado essa cara 
de macaco meio arrumado.


                        Rodrigo Jorge Bucker – Niterói 2012